Talian: o dialeto italiano que vive firme e forte no Brasil

Conheça um pouco da história da Itália, dos imigrantes italianos no Brasil e de um idioma diferente, falado por mais de meio milhão de brasileiros.

 

Benvenuti!

 

Hoje quero contar para vocês um fato pra lá de interessante sobre a influência da Itália no nosso querido Brasil. Para começar, uma perguntinha…


Vocês sabem qual é a língua falado por mais de 500.000 brasileiros?

 

stai-calmo-e-parla-italianoTempo para pensar…

 

E se eu disser que essa língua é uma variante do italiano que só existe por aqui?

Bem, hoje vou contar um pouquinho da história da língua Talian, um dialeto brasileiríssimo, mas com forte DNA italiano (assim como muitos de nós!).

 

Para quem gosta de saber mais sobre os fatos que ajudaram a formar a cultura nacional, este post é um prato cheio. Para quem adora ficar por dentro dos principais acontecimentos da história da Itália, também. Aqui no Pesquisa Italiana, a imersão na cultura de meu país de origem é total!

Vamos começar nossa história do Talian no século 19 (anos 1800 e bolinha), com a chegada dos primeiros imigrantes italianos em terras tupiniquins…

 

 

QUANDO A ITÁLIA AINDA NÃO ERA A ITÁLIA

 

Uma coisa muito interessante e que todo brasileiro descendente de italianos deveria saber é que, quando os primeiros imigrantes “italianos” chegaram nas Américas, a Itália não existia!

Isso mesmo: o país chamado Itália estava ainda para ser “fundado”. Na época, o que existia na região da Europa que hoje é a Itália eram diversos Estados separados, cada um com administração própria. Por exemplo, na Península da Itália (a famosa “bota” que vemos nos mapas-múndi), havia Estados como o Reino da Sardenha, o Reino das Duas Sicílias e o Reino Lombardo-Vêneto.

 

quadro-risorgimento-italiano

O Risorgimento foi um período conturbado, com muitas brigas internas e externas na península italiana.

 

Esses Estados que faziam parte da Península da Itália compartilhavam entre si uma cultura e línguas muito próximas. Eventualmente, por questões políticas e de defesa, houve um longo processo de unificação desses Reinos, formando a Itália do jeito como a conhecemos hoje em 1861. Esse processo de unificação é chamado de Risorgimento, e é um evento comemorado na Itália no dia 17 de março.

 

celebracao-do-risorgimento-italia

Celebração do Risorgimento em Firenze, em 2011.

 

Os Reinos e outros Estados da Península da Itália no século 19, como disse acima, compartilhavam alguns elementos culturais. As línguas faladas ali eram similares, porém possuíam diferenças suficientes para serem consideradas idiomas diferentes. É quase como o que acontece com o português e com o espanhol – por terem origem comum, o povo até consegue entender um ao outro, mas fica claro que são línguas diversas.

Assim, foi nesse espírito político que muitos italianos emigraram da Europa e chegaram ao Brasil. Cada grupinho veio de um Estado ou Reino diferente, trazendo uma bagagem cultural própria e uma língua que só eles sabiam falar com naturalidade.

 

 

VÊNETO: UMA REGIÃO QUE AJUDOU A FUNDAR O BRASIL

 

Um grupo em especial de italianos teve forte presença no Sul e no Sudeste brasileiros. Foram imigrantes que chegaram da região de Vêneto, ao norte da Itália. Cidades como Veneza, Padova e Verona fazem parte da região.

Esse pedacinho da Itália sempre foi uma região bastante rica e influente, em especial pelo papel de proeminência na Europa que Veneza teve durante muitos séculos. Ao longo do século 19, Vêneto ficou sob o domínio do Império Austro-Húngaro, o mais poderoso do mundo na época. Isso se manteve até 1866, quando o território foi cedido ao nascente “Reino da Itália”.

 

imigrantes-italianos-em-sao-paulo

Imigrantes italianos em São Paulo, no final do século 19. Nessa época, a Itália já estava unificada.

 

Na região de Vêneto falava-se uma língua chamada de… vêneto! Hoje, ela é considerada um dialeto na Itália e existem muitas associações que buscam mantê-la viva na memória das pessoas, publicando livros em vêneto, revistas, fazendo filmes.

 

Nossos antepassados que vieram da região de Vêneto trouxeram na bagagem essa língua especial, o vêneto. Mas eles desembarcaram em uma época em que não existia internet, telefone, computador… comunicar-se era complicado, ainda mais quando há um oceano enorme separando dois continentes. Não teve jeito: o vêneto falado pelos imigrantes que chegaram ao Brasil evoluiu, com o tempo, de maneira totalmente diversa de como evoluiu o vêneto falado até hoje na Itália.

 

Ou seja: o vêneto ‘original’ – um idioma fortemente parecido com o italiano moderno – evoluiu para duas línguas distintas por causa da localização geográfica de seus falantes: o vêneto falado hoje na Europa (com influência do italiano) e o “vêneto brasileiro” (com influência do português), cultivado pelos imigrantes italianos aqui no país e por seus descentes. Esse “vêneto abrasileirado” acabou sendo rebatizado de Talian.

 

 

TALIAN: O ITALIANO COM JEITO BRASILEIRO

 

Os estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Espírito Santo receberam uma grande quantidade de imigrantes de Vêneto ao longo dos anos. Assim, a presença do Talian nessas regiões é bastante notada até hoje. Estima-se que mais de meio milhão de brasileiros saibam falar o Talian.

 

colonia italiana no brasil

 

No RS e em demais estados brasileiros existem escolas, rádios, publicações e sites em Talian, buscando fortalecer o ensino e a difusão da língua. Com isso, mantem-se viva a história rica e bela da colonização brasileira pelos imigrantes ‘italianos’, que trouxeram conhecimentos e histórias de vida que ajudaram a fundar o Brasil moderno. E, é claro, ajudaram também a formar famílias que até hoje buscam oficializar seus laços com a Itália europeia.

 

 

Neste post, em breves palavras, vimos um panorama geral do Talian, o que ele é e quais são suas origens, tudo isso salpicado com um pouquinho da história da Itália e da imigração no Brasil. Vou aproveitar e deixar um vídeo para vocês! Chama-se: “Talian – la nostra vera lengua madre“.

 

Alla prossima!