Posso levar meu cachorrinho para a Itália? Dicas para viajar com seu pet para o exterior!

Se você está pensando em ir para a Europa, há algumas regras a seguir se quiser levar junto seu animal de estimação.

 

Ciao!

 

Você já pensou em curtir uma temporada na Europa logo após conseguir o reconhecimento da cidadania italiana? Ou então ir morar de vez na Itália? Para quem tem bichinhos em casa, essa é uma decisão complicada, de apertar o coração. Afinal, como deixar para trás esses membros da família com quatro patas? Como se separar de companheirinhos tão queridos?

 

pets-na-europa-como-viajar-com-os-animais-de-estimacao

 

Se você se decidir  levar junto na viagem seu cachorro ou gato, algumas perguntas surgem na cabeça: será que dá para levar o animal de estimação no avião com segurança? Será que a Europa aceita meu animal?

Para responder a estas questões, hoje vamos conversar sobre cani (cachorros), gatti (gatos) e altri animali domestici (e outros animais de estimação)!

 

 

É POSSÍVEL VIAJAR COM O PET PARA A EUROPA?

 

pato-daniel-no-aviao-animais-de-estimacao

Viajar no avião com animais é possível e é seguro – até mesmo para patos!

Neste post, eu vou resumir muita informação para nossos leitores sobre um assunto que é bastante complexo e detalhado. Viajar com animais envolve uma série de normas de vigilância sanitária e controle de zoonoses, sem contar as regras e exigências que as companhias aéreas impõem. Se você quiser viajar com seu animal, esteja preparado para conversar bastante com a companhia aérea e com seu veterinário, além de fazer muita pesquisa. Mas estou aqui para trazer o mínimo que você precisa saber sobre essas viagens de um jeito bem rápido. Vamos ao guia introdutório?

 

Em primeiro lugar: sì, Signore e Signori, na maioria dos casos é possível entrar na Europa com seu animal de estimação! Isto é, desde que você siga essas regrinhas aqui (incluí na lista abaixo, para facilitar, regras oficiais dos países e também das companhias aéreas):

 

 

  • O animal de estimação deve ser um cachorro ou um gato (outros animais precisam de autorização especial, como o caso do patinho Daniel, visto recentemente de sapatos e fralda do Capitão América em um voo nos Estados Unidos – veja na foto acima!!)
  • Deve ter no mínimo 10 semanas de vida
  • Deve ter um microchip implantado sob a pele, produzido em padrões internacionais (custa cerca de R$300 no Brasil)
  • Deve estar bem de saúde, com a vacinação em dia
  • Deve ter passado por um exame sorológico
  • Deve ter o CZI, isto é, o documento de Certificado Zoossanitário Internacional
  • Deve ter no máximo 75kg
  • Se for cachorro, deve ser de raça ‘calminha’ (algumas raças consideradas mais agressivas podem ser barradas pelas companhias aéreas e por alguns países europeus)
  • Deve ter um passaporte europeu (é isso mesmo! Seu animal também terá um passaporte, vejam só que elegante! Esse documento é emitido pelo veterinário, converse com ele sobre o assunto).

É bastante regra? Sim, também acho. Mas isso é apenas o início do processo. É compreensível porque os países têm tanto cuidado com a entrada de animais, então não tem jeito: precisamos ‘sofrer’ um pouco para levar os nossos companheiros peludos para outro país. Porém, fique com uma certeza na cabeça: com a documentação correta, tudo funciona muito bem e você poderá viajar as mais de 11h entre Brasil e Itália sem preocupações, sabendo que desembarcará e logo encontrará um animalzinho louco para te lamber! Ou te arranhar, se for um gato… 😀

 

viajar-com-animais-no-aviao

As companhias europeias costumam cuidar muito bem dos animais de estimação em seus voos.

 

 

O CZI – CERTIFICADO ZOOSSANITÁRIO INTERNACIONAL

Talvez a parte mais importante na hora de viajar com seu animal é garantir que ele tenha o Certificado Zoossanitário Internacional.

 

Este é um documento que atesta a saúde do bichinho, mediante comprovação de vacinação em dia e um exame sorológico (teste laboratorial que mostra que o cão tem anticorpos suficientes contra a raiva).

A parte chata aqui é que o exame sorológico só é realizado em um local no Brasil: no Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo. Aqui nesta página você encontrará maiores informações sobre os testes e os procedimentos necessários para fazê-lo.

 

Com o CZI em mãos, você terá no máximo 10 dias para embarcar no avião! Por isso, planeje muito bem esse procedimento. Existem alguns tópicos na internet explicando em detalhes essa parte complicada da viagem, e nós sugerimos, em especial, este texto do site “pequenos monstros“, pois eles têm bastante experiência no assunto e até escreveram um ebook.

 

 

CUIDADO COM AS COMPANHIAS AÉREAS

 

Dica fundamental: pesquise MUITO, especialmente em fóruns e sites de reclamações, sobre a maneira como cada companhia aérea lida com o transporte de animais.

No geral, não ouvimos muitas reclamações de empresas europeias, em especial a Air France e a Lufthansa. Todas elas possuem, em seus respectivos sites, páginas especiais explicando como funciona o transporte de animais. Leia este material com atenção. É fácil perceber que as empresas realmente tomam cuidado com os pets, tanto antes quanto durante o translado. Siga as regras sugeridas e, quando entrar no avião, avise a aeromoça de que há um animal de estimação no compartimento de cargas, só para garantir que as condições de luz, ar e pressão estejam ok.

 

caozinho-passeando-no-jardim

Seu pet adorará explorar os cenários novos da Europa – desde que você tome as precauções necessárias antes de embarcar!

Já outras empresas possuem um histórico bem desagradável de ocorrências com pets. Já imaginou ter seu cachorro ‘extraviado’ ou mandado para a cidade errada? Então não economize tempo ao pesquisar sobre o histórico de cada empresa antes de escolher em qual embarcar com seu bichinho.

Todas elas exigirão que o animal esteja em uma caixa transportadora especial, fabricada seguindo padrões internacionais. Elas custam, no Brasil, entre 300 e 500 reais, e há vários modelos à venda. Preste atenção na hora da compra: as caixas transportadoras precisam ter um tamanho bom, que permita ao animal ficar de pezinho sem precisar abaixar o pescoço e, também, dar uma volta ao redor do próprio corpo.

 

 

POSSO VIAJAR COM O PET JUNTO COMIGO, NA ALA COMUM?

 

Sim, desde que o animal tenha no máximo 8kg (contando com o peso da caixa de transporte) e fique sempre dentro da caixinha. Algumas companhias exigem que a caixa seja de tamanho que possa caber embaixo da cadeira da frente – não se esqueça de ligar para a empresa e perguntar sobre essas exigências!

 

 

QUANTO CUSTA PARA VIAJAR COM O PET PARA A EUROPA?

 

Em termos de avião, o embarque dos animais costuma ficar na casa dos R$500. O valor é geralmente calculado de acordo com o peso do bichinho. Então esqueça aquela história de que precisará pagar por um acento a mais caso queira levar seu cachorro na viagem: o ‘preço da passagem’ é calculado de outra maneira!

Além desse valor, é claro, precisamos incluir o preço do microchip, do veterinário, do exame sorológico, da caixa transportadora… a brincadeira pode sair relativamente cara, mas todo esse esforço compensa, não é mesmo?

Com preparação e cuidado, é possível viajar numa boa com seu animal. Assim, sua nova vida na Europa será muito mais agradável, já que terá seu bom e velho companheiro sempre ao seu lado, curtindo as localidades novas e as comidinhas diferentes daqui da Itália! Certamente ele se divertirá bastante – e você também!

 

Veja mais dicas sobre viagem para a Europa acompanhando as novidades do blog do Pesquisa Italiana
ou comece sua pesquisa agora mesmo e dê inicio ao reconhecimento de sua cidadania italiana.