Nomes italianos – como ficaram na chegada ao Brasil

Hoje vamos falar um pouco do que acontecia com os nomes italianos, e sobrenomes também, dos imigrantes logo que desembarcavam no Brasil.

Como todos nós sabemos, muitos nomes italianos foram “abrasileirados” e tantos outros tiveram a grafia modificada. E para quem busca a cidadania italiana isso é muitas vezes uma pedra no caminho.

O primeiro motivo dessa troca dos nomes, também o mais óbvio, é a diferença entre as línguas faladas pelo imigrante que chegava e pelo brasileiro que o registrava. Apesar de serem línguas de origem latinas, são bastante diferente entre si.

Em alguns casos o efeito sonoro da palavra dita em italiano, parece outro aos ouvidos de um brasileiro. Fora as letras duplicadas, o uso do “ch” com som de “q” (como “Bianchi”, que se lê “Bianqui”), e tantas outras coisas.

Outro motivo complicador era que a grande maioria dos italianos que aqui desembarcavam eram analfabetos ou semi-analfabetos, não sabiam ler e escrever direito nem o italiano, imaginem se iriam conferir aquilo que o escrevente brasileiro entendeu e transcreveu.. Um “casino” (confusão), como diriam nossos antepassados italianos.

Por essas razões, é que o Giuseppe se tornou José, e o Torchetti agora deve ser Torqueti.

Separamos uma lista com alguns nomes italianos e seus correspondentes em português. Veja lá se conhece alguém que passou por isso.

 

 

TABELA DE NOMES ITALIANOS E SUAS VERSÕES ‘ABRASILEIRADAS’

 

ORIGINAL EM ITALIANO

 

‘VERSÃO BRASILEIRA’

 

ALESSANDRO ALEXANDRE
ALFONSO AFONSO
AMEDEO AMADEO
ANNIBALE ANÍBAL
ARTURO ARTUR
BENEDETTO BENEDITO
BENIAMINO BENJAMIN
CATERINA CATTARINA
CESARE CÉSAR
CHIARA CLARA
DOMENICO DOMINGOS
EMANUELE MANOEL / MANUEL
ENRICO HENRIQUE
ERCOLE HÉRCULES
ERMINIO HERMINO
FEDERICO FREDERICO
FELICE FELÍCIO
FERDINANDO FERNANDO
FILIPPO FELIPE / FILIPE
FRANCESCA FRANCISCA
GABRIELE GABRIEL
GENOVEFFA GENOVEVA
GIULIA JULIA
GAETANO CAETANO
GIACINTO JACINTO
GIANNI JEAN
GIORGIO JORGE / GEORGE
GIOSUÉ JOSUÉ
GIOVANNI JOÃO
GIOVANNI BATTISTA GIO BATTA
GIULIANO JULIANO
GIUSEPPE JOSÉ
LUIGI LUIS / LUÍS / LUIZ
MICHELE MIGUEL
NICOLA NÍCOLAS / NICOLAU
PAOLO PAULO
PASQUALE PASCOAL / PASCHOAL / PASQUAL
PIETRO PEDRO
RAFFAELE RAFAEL
RAIMONDO RAIMUNDO
ROCCO ROQUE
SAMUELE SAMUEL
SEBASTIANO SEBASTIÃO
TOMMASO TOMÁS
VALENTINO VALENTIM
VINCENZO VICENTE
VITTORIO VÍTOR / VICTOR

 

  • Gilmar Gallucci

    o pior é quando a “Cecilia” vira “Maria” já na lista de passageiros…

    • Ai é osso!

    • jose luiz esposito

      E o Pior quando nascem na Sicilia e escrevem Cecilia ,um nada tem a ver com o outro e mais Siciliano com Ceciliano .

      • jose luiz esposito

        ESPOSITO com¨**EX** ,isto é uma tremenda burrice e estupidez

        • Aliás, você conhece a historia do seu sobrenome? Sabe porque era colocado o sobrenome Esposito na Campania e para quem? 🙂

  • Alan Mazzolari

    No meu caso foi cagado em todos os meus antenonnos italianos… Arisco, virou Aristide, Cesare, virou Cezario, Sasso, virou Zasso e por ai vai… Todos os meus parentes tiveram nomes cagados e me rendeu um prejú de mais de 10 mil reais e 3 anos pra retificar nossos nomes e certidões…

    • jose luiz esposito

      Quando estes tiverem filhos e netos corrijam nas certidões de nascimento!

      • Alan Mazzolari

        De forma alguma, não é assim simples como se parece, tive que mover um processo e acertar TODAS as certidões, para poder acertar todos os meus docs com meu nome correto. E nessa se foram 3 anos e uns 10 mil reais…

        • jose luiz esposito

          Entenda ,quando tiveres filho de Massolari ,corrija para Mazzolari na certidão de teu filho ou neto , não o teu nome , mas teus descendentes ,entendeu ! Também seria bom que quando registrem um filho ,neto ,levem o nome escrito ,assim evitariam que escreventes de Cartórios em sua maioria idiotas registrassem de qualquer maneira !

          • Alan Mazzolari

            Não há mais essa opção, agora estamos com todos os docs corretos, então as próximas gerações já estarão com os docs corretos. O meu entroncamento familiar agora está correto. 🙂

        • Além disso é importante lembrar que, se a ideia é de fazer o processo na Itália, a ultima palavra é sempre do oficial de estado civil italiano. Ele pode aceitar a documentação mesmo com erros mais ou menos graves.

          • Alan Mazzolari

            Já sou cidadão italiano, mas me deu um trabalho, gastei uma grana braba e comeu 3 anos viu… rsrs
            Mas, valeu a pena, o oficial se tornou um grande amigo e sem ele, minha vida aqui na Itália não seria fácil! Ele não aceitou os nomes errados, eram muitos, ele tinha razão em pedir pra acertar. Eu concordo, porque tava TUDO cagado mesmo. rs
            Agora passei a limpo gerações de erros e estou com meu nome correto e com a cidadania com o nome correto, que era o que eu mais queria. Meu nonno, Dio o tenha, deve estar muito orgulhoso! 🙂

  • cezar

    o meu sobreno e ( cezar ) mas ha ( cezari ) e nao consigo achar meus antepassados, o que acredito ser possivel e ( anselmo cesari ) pois anselmo era o nome de meu bisavo, mas o nome da minha bisavo , em principio nao bate

  • Jose Marco Barbizan

    Respeito a sua tese mas discordo totalmente. Ninguém entra, nem entrava em um país sem passaporte. Meu pai veio da Itália, tinha um passaporte familiar, os dados sobre o nome, sobrenome, data de nascimento, local de nascimento no Ministério da Justiça são os mesmo da Itália, só que o que colocaram em sua carteira de identidade de estrangeiro, são totalmente diferentes. Outra coisa Giuseppe soa bem diferente de José apesar de ser a tradução correta.
    Não sei o que ocorria, se era incompetência dos funcionários, negligência, preconceito ou se era bronca contra os estrangeiros mesmo.

  • Gustavo Bernini Szczepanski

    Boa tarde!
    O nome do meu antenato é Dante Bernini, como sei a forma que ficou “abrasileirado”?

    • Se no Brasil ficou Dante, não subiu variações

      Dante, que nome mais italiano! 😀

  • Yuri Zermiani

    Olá, meu sobrenome é Zermiani, como sei se ele foi ou não “abrasileirado?”

  • Edward Junior

    E quando o antenato omite o segundo nome? Por exemplo: Na certidão italiana está Virginio Julio Medola e no Brasil ele usava só Virgilio Medola. É necessário retificar?

    • Normalmente os italianos que chegavam ao Brasil declaravam apenas 1 nome. No seu caso declarou apenas o Virgilio e não o “Giulio”.
      Isso era normal e normalmente não precisa ser retificado.

  • Rafael

    Olá, e no caso do sobrenome do filho do antenato? Meu antenato é Agostino De Toni(separado) e ele registrou o filho como Pedro Detoni (junto) e o Pedro registrou seus filhos como Detoni(junto) está errado e preciso retificar ou está certo? Obrigado

    • Oi Rafael,
      quem pode te dar essa informação é o próprio consulado ou o oficial de Stato Civile italiano que irá reconhecer a sua cidadania. O meu conselho então é aquele de verificar se precisa retificar ou menos com eles.

  • Leonardo Napp

    Ciao, Pesquisa Italiana! E como ficam as reduções de prenomes? Um exemplo. No certificado de batismo constava “Francesco Vito Maria Di Caprio”. Ocorre que no Brasil passou a constar nos registros de casamento e de óbito o nome abrasileirado e encurtado de “Francisco Di Caprio”. É possível verificar que “Francesco Vito Maria Di Caprio” e “Francisco Di Caprio” são a mesma pessoa através da filiação (pai, mãe e avós são idênticos). Pela sua experiência, a maioria dos oficiais do Ufficio di Stato Civile na Itália exigiria a retificação de “Francesco Vito Maria Di Caprio” para “Francisco Vitor Maria Di Caprio”? Ou aceitariam “Francisco Di Caprio”? Um abraço e obrigado!

    • Ciao Leonardo!
      o fato do italiano “perder” os segundos nomes na chegada no Brasil é normal, aliás isso acontece o 99% das vezes.
      Sobre a mudança “Francesco/Francisco”, isso é um simples abrasileiramento e normalmente é algo que não precisa retificar.

  • Manuela Mosconi

    Olá! Meu bisononno era Giovanni Batista Mosconi e virou João Mosconi. Tem um documento que mostre isso?

    • Dario Musumeci

      A mudança do Giovanni -> João é algo clássico. Normalmente não é algo que precise ser retificado nem demostrado.

      • Manuela Mosconi

        Obrigada!

  • Kevin Lourenço

    O avô da minha avó veio pro brasil em 1912 e ela lembra dele quando pequena ,o sobrenome dele era viajão algo assim eu acho.

    • Raquel Nicoletti

      Tenta procurar uma variável cabível. O “J” pode ter outra letra para ser substituída na sonoridade do nome. Por exemplo, meu sobrenome é “Nicoletti”, hoje tenho conhecimento de inúmeras variações (Nicolete, Nicolet, Nicolêtti e por ai vai)

      • Kevin Lourenço

        oi obrigado por responder, eu acho que o sobrenome é “Viaggiano” pq tem semelhança com o “viajão” hahaha

  • Cristina C. Rocha

    Olá!
    Sou trisneta de italianos e minha família tem estado em busca da dupla cidadania.
    Mas aí, na hora de fechar a documentação, foi comprovado que o sobrenome original “CamaZZola”, virou “CamaSSola” no registro do meu bisavô. Será que essa situação tem possibilidade de retificação extrajudicial?
    Grazie!