Documentos italianos: como eles se parecem?

O que é fundamental para todos os documentos requisitados lá na Itália? Como saber se os documentos enviados para nós são válidos para o processo de reconhecimento da cidadania? Descubra aqui.

 

Ciao!

 

Gostaria de compartilhar com vocês, hoje, alguns conhecimentos sobre documentação. Essa é uma questão bem importante, pois se não soubermos o que é importante e o que não é importante nos documentos para a cidadania italiana e quais são os formatos coretos, corremos o risco de perder uma grande quantidade de tempo indo atrás de papeladas que, no final das contas, não servem pra nada na hora de fazer o seu pedido de reconhecimento como cidadão/cidadã.

 

Mais especificamente, hoje vou conversar sobre ‘a aparência’ dos documentos italianos. A primeira coisa que precisamos ter em mente é que documentação italiana pode parecer uma verdadeira bagunça! Não existe um padrão ‘formal’ para todos os documentos, por incrível que pareça. Assim, você pode encontrar exemplos de certidões italianas todas rebuscadas, e outras que mais parecem um papel de rascunho (não estou exagerando…!). Apesar disso, todos os documentos oficiais precisam ter determinadas características que os tornam válidos para serem utilizados na realização do processo de reconhecimento da cidadania italiana.

 

É isso o que veremos adiante.

 

 

PARA COMEÇAR A CONVERSA: QUEM PRECISA PEDIR DOCUMENTOS NA ITÁLIA?

 

No texto modelos de cartas em italiano, vimos que, em certas circunstâncias, é possível que nós precisemos pedir, lá na Itália, certidões de nascimento ou de casamento de nossos antepassados. Esse texto ensina, inclusive, como escrever para a Itália pedindo tais documentos – leia-o agora mesmo caso ainda não o tenha feito!

 

Muito bem, digamos que tudo em sua vida de quase-cidadão italiano esteja dando certo. Você encontrou as velhas papeladas dos parentes brasileiros, descobriu que precisava de algumas certidões obtidas apenas na Itália, escreveu para o Comune ou paróquia de lá e – subito – chegou em sua casa uma carta, com selo italiano, contendo os documentos requisitados! Motivo de festa e de alegria, sem dúvidas!

 

AS APARÊNCIAS ENGANAM (ATÉ MESMO NOS DOCUMENTOS!)

 

Uma maravilha quando chega a tão querida carta, não é mesmo? Então, você abre a carta, esperando um documento no estilo brasileiro, cheio de carimbos, selos holográficos, assinaturas, em papel sofisticado. Porém, que decepção! Dentro do envelope, um papelzinho simples, feinho, pequenininho, com algumas informações escritas à mão, um carimbo e uma assinatura.

 

Bem, você pensa, talvez as coisas não estejam indo tão bem assim… certamente esse papel não tem validade nenhuma – ou será que tem?

 

Outra situação comum: você recebe diretamente da Itália um documento com uma ‘aparência’ mais ‘tradicional’, anexa-o ao processo de cidadania e só daqui a vários meses descobre que estavam faltando dados importantes nele, e que portanto o papel não tem validade alguma…

 

Vamos entender a seguir quais documentos italianos são válidos e o que eles necessariamente precisam ter para que seu processo de reconhecimento da cidadania possa prosseguir sem percalços.

 

 

QUAIS DOCUMENTOS PODEM SER PEDIDOS LÁ NA ITÁLIA?

 

Conforme a gente já viu diversas vezes aqui no Pesquisa Italiana, às vezes é necessário recorrer à requisição na Itália de documentos referentes ao nascimento e, às vezes, também ao casamento de nossos antepassados.
Se você pulou essa etapa, dá uma olhada nos Documentos necessários para a Cidadania Italiana.

 

Assim, os documentos italianos que nos interessam analisar são:

 

CERTIFICATO DI BATTESIMO: é a ‘Certidão de Batismo’ emitida pelas igrejas, apta a comprovar o nascimento de uma pessoa;

ATTO DI NASCITA: é a Certidão de Nascimento, só que emitida pelo poder público (nesse caso, o documento deverá ser requerido ao Comune em que o antepassado nasceu)

CERTIFICATO DI MATRIMONIO: é a ‘Certidão de Casamento’, e pode ser emitida tanto pela igreja quanto pelo poder público.

 

 

O QUE É ABSOLUTAMENTE ESSENCIAL TER EM TODOS OS DOCUMENTOS ITALIANOS?

 

Decore esta informação: no batismo ou no nascimento é imprescindível a presença do nome de ambos os pais de nosso antepassado.

 

Assim como acontece aqui no Brasil, o nome dos pais ajuda os oficiais a confirmarem quem é o nosso antepassado italiano. Este é um dado que não pode faltar, seja em certidões de nascimento, seja nas de batismo.

 

EXIGÊNCIAS ADICIONAIS

 

DOCUMENTOS DO REGISTRO CIVIL

 

Os documentos emitidos por órgãos governamentais italianos não possuem um padrão específico. O jeito que você receberá os dados de seu antepassado irá variar de acordo com o local de emissão, a época que seu parente nasceu etc

 

Assim, pode ser que você requisite uma certidão de nascimento na Itália e chegue, aqui no Brasil, um documento digitado, ou talvez uma folha escrita à mão, ou então batida à máquina… o importante é saber que tanto faz, todos podem ser usados no pedido de reconhecimento da cidadania!

 

O que eles precisam ter, além do nome dos pais do nosso antenato, é o carimbo do Comune de emissão e a assinatura do oficial.

Abaixo um dos formatos possíveis (no caso, o formato plurilingue).

 

nascimento-plurilingue

 

DOCUMENTOS CIVIS – OBRIGATORIAMENTE precisam conter:

  • Nome dos pais de seu antenato (para nascimentos)
  • Carimbo do Comune
  • Assinatura do oficial do Comune (Ufficiale dello Stato Civile)

nascimento-normal

 

P.s Notem que o pai é só “Salvatore” e que não tem menção ao sobrenome. Isso porque o sobrenome do filho é SEMPRE igual ao sobrenome do pai, então alguns comuni não colocam o sobrenome do pai porque seria uma informação redundante.

Para os registros de casamento (matrimonio), não é necessária a presença dos nomes dos pais, mas apena dos dois contraentes com a indicação do lugar de nascimento de cada um deles.
casamento-italiano

 

DOCUMENTOS RELIGIOSOS

 

Pedir às igrejas e paróquias italianas que consigam para nós documentos de nossos antepassados pode ser uma tarefa ‘ingrata’ – especialmente porque a quantidade de pedidos desse tipo que os padres recebem é inacreditável, e se você não escrever em bom italiano ou não souber direitinho o que pedir, as chances são grandes de que olharão com má vontade para sua requisição.

 

Por isso, siga nosso passo a passo de como encontrar e entrar em contato com as igrejas italianas no e-book do Pesquisa Italiana! E, aqui neste link, você poderá copiar um modelo de carta para enviar para a Itália 😉

 

O que eu gostaria de explicar para vocês é que, se os documentos civis italianos não seguem um padrão definido, então os religiosos seguem menos ainda! Pode ser que enviem para você os mais diversos tipos e estilos de documentos. Para serem válidos, todavia, o que todos precisam ter, além do nome dos pais do antenato (no caso de batismo), é um conjunto de assinaturas.

 

Para que os documentos religiosos tenham validade, é imprescindível que contenham carimbo da igreja e assinatura do padre que o encontrou + carimbo e assinatura da Cúria local.

 

batismo-italiano

 

 

Funciona assim: para validar qualquer documento assinado por um padre, este é enviado à Cúria da Igreja na Itália. Lá, um funcionário checa a assinatura do padre e, se tudo estiver certinho, carimba o documento e assina ele também. Você precisará desses dois grupos de assinaturas e de carimbos para ter seu documento religioso validado.

 

Caso o documento tenha sido emitido diretamente pela Cúria, então apenas o carimbo e a assinatura do funcionário da Cúria serão suficientes para validar seu documento!

 

Portanto, em síntese:

 

DOCUMENTOS RELIGIOSOS – OBRIGATORIAMENTE precisam conter:

  • Nome dos pais de seu antenato (no caso de batismo)
  • Carimbo da Igreja
  • Assinatura do Padre
  • Carimbo da Cúria
  • Assinatura do funcionário da Cúria

 

 

Resumão dessa história toda: atente menos para a ‘cara’ do documento que receber e mais para o seu conteúdo. Certidões precisam conter, além do nome de seu antepassado italiano, o nome dos pais dele ou dela (caso seja nascimento ou batismo). Além disso, é necessário o conjunto certo de carimbos e assinaturas para que qualquer documento seja validado perante a Lei.

 

Entendido? Para qualquer dúvida que não tenha sido abordada aqui, deixe seu recado no espaço de comentários logo abaixo. Até mais!