Como viajar para os Estados Unidos com o passaporte italiano?

Ter o passaporte italiano dá direitos de viagem para os brasileiros, inclusive entrar nos EUA sem visto. Aprenda o que precisa ser feito.

 

Talvez a maior vantagem de se obter o reconhecimento da cidadania italiana, para a maioria das pessoas, é a possibilidade de morar no país europeu e poder se beneficiar com a qualidade de vida de lá. E mais: sendo a Itália um país membro da União Europeia, o detentor de um passaporte italiano poderá também se locomover, visitar, morar e trabalhar em qualquer outro país europeu membro do grupo. Quem não gostaria de possuir estas opções de vida, não é mesmo?

Porém, há muitos brasileiros que conseguem a cidadania italiana, mas não pretendem ir morar na Europa. Preferem aproveitar os benefícios do passaporte europeu em outra localidade: nos Estados Unidos da América.

 

Quando decidem fazer uma viagem para o exterior, os brasileiros preferem os Estados Unidos! Segundo dados do Ministério do Turismo, os EUA recebem por ano mais de 2 milhões de turistas brasileiros – isso é o dobro de turistas do segundo colocado, a Argentina. França, Portugal e Uruguai completam o Top 5 dos países mais visitados por brasileiros – a Itália aparece em 8º lugar na lista.

As cidades preferidas dos brasileiros nos Estados Unidos são Orlando, Miami (ambas com forte presença de comunidades latinas) e Nova Iorque.

 

Assim como ter um passaporte italiano facilita a entrada e a permanência na União Europeia, ele também torna mais simples as viagens para os Estados Unidos. Todavia, há algumas diferenças importantes e que precisam ser lembradas:

 

  • o passaporte italiano não dá direito a morar nos EUA
  • o passaporte italiano não dá direito a trabalhar nos EUA
  • o passaporte italiano não torna mais fácil a obtenção do Green Card

 

O que o passaporte italiano permite é entrar nos EUA como turista sem precisar de visto. O mesmo ocorre para mais de 140 outros países em todo o mundo, que permitem a entrada de italianos sem grandes burocracias. Essa vantagem, por si só, já faz valer a pena a obtenção do reconhecimento da cidadania para muita gente.

 

O passaporte italiano é um dos mais ‘poderosos’ de todo o mundo! Com ele, é possível entrar com maior facilidade e menor burocracia em 144 países.

 

 

ESTA – ACESSO FACILITADO PARA TURISTAS COM PASSAPORTE ITALIANO

 

O governo dos Estados Unidos, em 2009, criou um programa que facilita a entrada de cidadãos de 38 países ao redor do mundo – dentre eles, a Itália. O programa se chama ESTA, acrônimo para Sistema Eletrônico de Autorização de Viagem. Se você possui um passaporte italiano, poderá aproveitar esse benefício adicional e entrar nos Estados Unidos sem muitas complicações.

 

Antes de 2009 – e, portanto, antes do ESTA -, cidadãos italianos podiam entrar nos EUA sem documento prévio algum. Por motivos de segurança, agora o ESTA é requerido. De qualquer maneira, trata-se de meramente preencher um formulário e aguardar no máximo 3 dias para obter a permissão de entrada.

 

Assim, se você possui um passaporte italiano, poderá viajar para os EUA sem precisar pedir visto, apenas completando o ESTA. Para isso, todavia, terá de seguir alguns pré-requisitos:

 

  • Ser cidadão italiano (e ter o passaporte da Itália)
  • Permanecer por, no máximo, 90 dias nos Estados Unidos, por motivos de negócios ou lazer
  • Não ter nenhum outro visto de visitante ativo durante o período da viagem
  • Possuir cartão de crédito internacional (Visa, MasterCard, AMEX ou Discover), para pagamento de taxa de 14 dólares

 

O processo é simples e rápido. Basta preencher um formulário (acesse no link a seguir) e aguardar no máximo 72 horas para ter sua autorização aceita.

processo ESTA - viagem com passaporte italiano

Requisitar o ESTA é um processo simples. Clique na imagem para acessar o site do governo norte-americano.

 

PREENCHENDO O FORMULÁRIO DO ESTA

 

Após acessar o sistema do governo norte-americano de preenchimento do ESTA, a primeira etapa consiste em ler as informações presentes nos campos “Exclusões” e “Travel Promotion Act of 2009”. Após estudar o conteúdo, clique em “Sim, declaro ter lido e entendido essas informações” e prossiga.

 

preenchendo o ESTA - primeira etapa

Primeira etapa para completar o ESTA.

MUITA ATENÇÃO! Na hora de preencher o formulário, lembre-se que a solicitação está sendo vinculada à sua cidadania italiana. Por isso, em campos como “País de cidadania” e “País Emissor do Passaporte”, coloque ITÁLIA, e não Brasil! Além disso, preencha com sinceridade os demais campos. Não há problema algum em responder, no campo “É cidadão de qualquer outro país?”, que possui também a cidadania brasileira. Confira na imagem abaixo um exemplo de como preencher o formulário.

 

Após completar o formulário, imprima-o e leve com você em sua viagem. Provavelmente você não precisará do papel impresso, mas é sempre bom ter uma garantia.

 

preenchendo o ESTA - cidadania e nacionalidade

 

O ESTA é válido por dois anos. Isso significa que quem obtiver a tão sonhada ‘Autorização Aprovada’ poderá utilizar o documento em diversas viagens aos EUA dentro desse prazo, ou até a data de expiração do passaporte. Após estes períodos, terá de pedir o ESTA novamente.

O passaporte precisa estar válido durante o período em que ocorrerá sua viagem. Não é necessário que esteja válido por seis meses após a data de retorno, como antigamente era requerido.

 

DICA: O ESTA não é necessariamente um caminho fácil caso a pessoa tenha tentado entrar nos Estados Unidos de maneiras ‘criativas’ no passado. Segundo o governo norte-americano, caso a pessoa tenha tido vistos negados ou foi barrada/expulsa dos EUA, o pedido de ESTA provavelmente será negado também.

 

Uma informação importante: para fazer turismo através do ESTA, é necessário ter um passaporte italiano com chip, ou seja, emitido a partir de 2007. Para saber se o seu passaporte é ‘chipado’, procure por um pequeno retângulo dourado na parte inferior da capa (fica logo abaixo da palavra ‘PASSAPORTO’). Alguns modelos mais antigos e que já possuíam leitura óptica até podem ser aceitos, mas arrisca-se ter a entrada barrada na Imigração.

 

Por meio do ESTA, o brasileiro com cidadania italiana reconhecida poderá viajar para os Estados Unidos com maior tranquilidade, enfrentar filas bem menores na Imigração e aproveitar mais um privilégio que o passaporte italiano traz.